Tratamento da Epistaxe por Embolização

TRATAMENTO DA EPISTAXE POR EMBOLIZAÇÃO

Epistaxe é um sangramento com origem na mucosa das fossas nasais e representa uma alteração da hemostasia normal do nariz. Essa hemostasia pode estar comprometida por alterações da integridade vascular, anormalidades na mucosa nasal ou por desordem dos fatores de coagulação. É uma afecção muito comum na prática médica, sendo que aproximadamente 60% da população já teve ou terá pelo menos um episódio de epistaxe na vida. É geralmente autolimitada, contudo em cerca de 6% dos casos necessita de alguma intervenção médica. A hemorragia nasal, se recorrente, pode acarretar em conseqüências mórbidas ou até mesmo fatais como: aspiração, hipotensão, anemia, hipóxia e infarto agudo do miocárdio.

A embolização de epistaxe esta indicada nos pacientes que não obtiveram o controle do sangramento com a utilização das ligaduras esfenopalatina e etmoidal, em pacientes que apresentam contra-indicação para procedimento cirúrgico ou ainda como primeira opção de tratamento em alguns centros.

A decisão entre embolização e cauterização deve ser realizada em conjunto com o otorrinolaringologista, sendo a embolização realizada pelo radiologista intervencionista.

Tel: (11) 5510-7780

Estrada de Itapecerica, 4659 - Capão Redondo
05858-000 - São Paulo/SP

Responsável Tecnico: Dra. Denise Maria Mayor- CRM 70.187

©2018 todos os direitos reservados