Colocação de Balão Gástrico

COLOCAÇÃO DE BALÃO GÁSTRICO

balão intragástrico é uma bola de silicone, extremamente resistente ao ponto de suportar o hostil ambiente estomacal por mais de 6 meses, maleável, preenchido por um conteúdo liquido (soro fisiológico e um corante chamado azul de metileno, o que confere sua cor azul), projetado para ser inflado dentro da câmara gástrica, através de uma simples endoscopia, em questão de minutos, portanto, não é uma cirurgia.

O principal efeito do balão vem da alteração da saciedade sentido pelo seu portador durante sua estadia, e pelas alterações hormonais e neurais provocadas pela sua presença, especialmente nos três primeiros meses, onde mais de 70 % do seu efeito ocorre. A partir daí o efeito mecânico, ou seja, a obstrução espacial começa a ser mais importante do que os outros efeitos.

As contraindicações podem então estar relacionadas a presença de doenças prévias dos pacientes que não permitiriam o uso do balão, e por isso uma avaliação minuciosa pelo médico é essencial antes de se indicar o balão como tratamento. Mas também podem estar relacionadas às próprias condições do estômago que o impediria de ser implantado. Existem quatro principais: